foto- 2

Eye Movement Desensitization and Reprocessing

No final dos anos 80, a doutora em psicologia Francine Shapiro baseada em uma observação casual, num certo dia, enquanto caminhava num parque na Califórnia notou que alguns pensamentos perturbadores que estava tendo desapareceram de repente, perdendo a intensidade.

Notou que quando trazia tais pensamentos novamente a mente, eles já não eram tão incômodos, não tinham a mesma importância como antes. Esta experiência lhe mostrou que os pensamentos perturbadores na maioria tendem a repetir-se constantemente, até que seja feito algo conscientemente para transformá-los. O que lhe despertou mais sua atenção foi que seus pensamentos perturbadores desapareciam e se modificavam sem que fizesse qualquer esforço consciente.

Entusiasmada começou a prestar mais atenção ao que acontecia, percebendo que quando os pensamentos perturbadores vinham a sua mente, seus olhos começavam espontaneamente a mover-se com grande rapidez de um lado para outro em diagonal. Os pensamentos desapareciam e quando na tentativa de trazê-los novamente à mente, sua carga negativa havia sido reduzida bastante.

Deste momento em diante começou a fazer os movimentos oculares de forma deliberada, enquanto concentrava-se numa variedade de pensamentos e memórias perturbadoras, descobrindo também que esses pensamentos desapareciam e perdiam sua força.

Após esse evento sua empolgação crescia vendo os benefícios desse efeito em grande potencial, decidindo conferir se o procedimento funcionava com outras pessoas.

Começou a experimentar com amigos, colegas e participantes de eventos de psicologia realizados por ela mesma.

Solicitou que escolhessem algo perturbador e a seguirem o movimento de seus dedos com os olhos, pois não conseguiam mover os olhos de um lado para outro por muito tempo. Estas pessoas, relataram amenização do desconforto, traziam memórias, crenças e situações com queixas que variavam desde humilhações sofridas na infância até frustrações atuais no trabalho.

A partir dessas observações doutora Shapiro batizou essa redução da sensibilidade a recordações perturbadoras como Dessensibilização por Movimentos Oculares (EMDR).

Depois de experimentar com mais pessoas, começou a perceber que mais importante do que a redução de desconforto pela dessensibilização o que ocorria era um Reprocessamento, ou seja ressignificação positiva espontânea de experiência traumática. Em vez de a pessoa pensar por exemplo: “sou culpado”, ao pensar na situação perturbadora, o que vinha à cabeça espontaneamente era: “fiz o melhor que pude; era apenas uma criança” etc. Por conta dessa ressignificação reafirmou o método de Reprocessamento Dessensilização por Movimentos oculares (Eye Movimentei Desensitization and Reprocessing – EMDR).

Coaching & Psicoterapias

É uma parceria continuada que estimula e apóia o cliente no reconhecimento de seus potenciais e talentos alinhando-os aos seus valores e objetivos. Tem o poder de despertar os recursos interiores, direcionando o cliente a alcançar o seu poder pessoal no processo de individuação.